Apreço pela depreciação da inocência

By terça-feira, fevereiro 23, 2010

Chamada de distúrbio psicossexual pelos médicos, e conhecida popularmente como Pedofilia, casos dessa atração por crianças e jovens menores de idade, em formação física e psicológica, têm sido noticia constantemente no Brasil e no mundo.
A cada dia, aproximadamente 165 crianças ou adolescentes são abusados sexualmente, no país. Um número inadmissível, principalmente porque a maioria desses casos ocorre dentro de casa. São atitudes de vizinhos, tios, padrastos e até mesmo de pais que são capazes de dominar crianças para realizarem seus desejos sexuais.
Essa dominação não é apenas física, mas também psicológica, pois é natural que esses jovens confiem em pessoas que são próximas, pois a maioria das vitimas são tão inocentes que não têm discernimento entre certo e errado. E uma minoria tem essa consciência, mas não têm ideia do que pode ser feito para livrá-los desses abusos, alem disso sentem vergonha pela situação, e por isso não falam sobre o assunto. Assim, eles são violentados frequentemente durante anos até que tenham maturidade suficiente para fazer uma denuncia ou até que alguém descubra.
A seriedade desse problema consiste no fato de que muitos dos adolescentes abusados por pedófilos têm tendências a sofrer do mesmo distúrbio psicossexual de seus violentadores. Assim, poderão transmitir suas más experiências e formarem outras vitimas.
O que torna a pedofilia tão evidente é a internet. Há sites de todos os tipos com imagens, vídeos, textos relacionados à pornografia infantil e pedofilia que faz com que esses pedófilos deixem de se sentir monstros e se sintam compreendidos, aceitos, e consequentemente não procuram tratamento para essa doença.
Enfim, a pedofilia só pode ser uma doença, pois é inconcebível que existam pessoas em sã consciência capazes de molestar crianças e sentirem prazer com isso.

You Might Also Like

0 Palpites

Comente, crítique, reclame, elogie, concorde ou discorde. Mas deixe sua opinião!!